29 de mai de 2014
Essa mulher morreu há 2 anos atrás....doente, humilhada, cansada e infeliz....ela tinha sonhos, anseios, planos que jamais se realizariam...porque ela foi desenganada...tinha apenas mais 3 anos de vida....uma pessoa cansada de ser humilhada pela sociedade, por não se adequar ao que o ser humano impõe como bonito, ou aceitável. Humilhada por si mesma, em sua natureza, tentando se matar todos os dias, decepcionada consigo e com o mundo. Fantasiando e esperando a morte apenas chegar. Cansada de viver, cansada dos olhares e das vozes de críticas e de condenação. Cansada e doente por sentir-se uma aberração.....com medo de quebrar cadeiras de plástico, de entalar em roletas de ônibus, de não poder participar das comemorações da escola do seu filho, de ser chacotada para outros....de não poder cuidar de si mesma, nem ter independência de ir e vir...ela estava viva....mas morta por dentro....Então, um dia ela morreu...na mesa de cirurgia do hospital da UNIMED....exatamente as 14 horas da tarde, no dia 14/02/2012....e de lá outra pessoa nasceu...uma menina no corpo de mulher....feliz, corajosa, guerreira...que precisou aprender a viver a cada dia,  a se amar e a se respeitar....uma mulher que consegue fazer as coisas simples da vida, como andar, cuidar dos filhos, namorar, fazer compras no supermercado, amarrar o tênis e principalmente sorrir....a mulher que renasceu....ainda caminha, ainda luta, ainda chora e ainda sofre...mas agora...com uma vida toda pela frente.....Essa mulher que morreu jamais será esquecida, sempre estará aqui dentro de mim...como prova de alguém que jamais desejo ser novamente....para um lugar que jamais desejo voltar....mas ela estará aqui dentro como memória de que hoje e no futuro....terei cicatrizes de uma história que eu vivi....e que faz parte de mim....mas que eu estou vencendo a cada dia, um dia por vez. A obesidade para mim foi o meu poço, foi o meu limite. Foi o máximo do que suportei para ouvir meu grito de socorro interno que ecoou ao ponto de me fazer levantar e lutar por mim mesma. Eu precisava fazer algo por mim, ninguém mais poderia fazer, ninguém poderia lutar por mim, eu teria que levantar e enfrentar a minha dor, o meu problema. A doença que começou internamente e depois se transformou em obesidade. Eu tinha uma casa, um emprego, uma família, um marido que me amava apesar de tudo que ele via, filhos, mas nada satisfazia a alma, nada era o bastante para que eu pudesse ter forças para levantar do túmulo em vida. Apesar de todo peso da alma, e físico, eu levantei e a força que veio de meu Deus, foi o bastante para eu me perguntar e agora? O que eu vou fazer, morrer? Não, eu quero viver. Procurei o que precisava e fui em frente. Ainda luto todos os dias, ainda caminho em busca do que quero, mas agora consigo caminhar e ver a luz lá na frente. Esperança de vida e felicidade. O que você tem feito para mudar a situação de sua vida hoje? O que está esperando para mudar o quadro em que sua vida está hoje? Você está esperando que alguém lhe estenda a mão? Ou você simplesmente não vê solução? Hoje, eu não vou relatar todo o processo que me levou a cirurgia bariátrica, isto ficará para amanhã. Hoje eu só quero te perguntar, você quer continuar sentado no comodismo esperando a morte chegar? E esta morte não é apenas a morte física, mas a interior, a morte dos seus sonhos, dos seus planos. Aqueles que você sonhou em sua juventude, ou que sonhou a semana passada e por um motivo ou outro desistiu deles. A morte de teus anseios, de teus projetos a morte da esperança que existia dentro de ti. Não espere a morte chegar, ou estar em frente a ela para querer levantar e fazer algo, faça hoje, lute hoje. É vida que se perde, é tempo que vai e não volta mais. Uma coisa eu aprendi no decorrer de toda minha luta contra o meu problema, o dia melhor para fazer algo por mim mesma, se chama HOJE. Ninguém mais além de mim é mais importante. Ame-se primeiro. Já diz a Bíblia, amar-se a si mesmo e consequentemente poderás amar a teu próximo Existe muita gente que ama o outro em primeiro lugar e esquece de que ninguém consegue amar o outro sem se amar em primeiro lugar. E isso não é egoísmo, é apenas a lei da prioridade e da coerência, se você não se ama não tem base para amar mais ninguém. O dia de amar-se é hoje. Comece hoje pensando e refletindo em tudo que estamos falando aqui. E amanhã, retorne, tenho outras coisas a te contar e creio que possa te ajudar. Te espero então, fique firme, espere mais um pouco e logo terás o teu renascimento também como eu tive. Como eu tenho todos os dias. Um dia de cada vez!

Um big beijo!

28 de mai de 2014
Você sabia que boa parte das relações que fazemos na vida tem por base a primeira impressão? É triste saber que muita gente se aproxima ou não da gente pelo que vê exteriormente. E isto é muito superficial, porém é real. Quantas pessoas você ouviu dizer: Nossa quando vi você achei que você era totalmente diferente do que você é realmente. E isto é real em tudo, nas relações de amizades, amorosas, familiares, e também profissionais. Infelizmente somos julgados todos os dias pelo nosso exterior. Os valores que importam para nossa vida são os morais, conceitos, educação e o meio onde aprendemos os valores da vida. O que aprendemos de nossos pais, na igreja, na sociedade. Isto é o que realmente vale para formação do nosso caráter, do que é verdadeiramente importante que devemos ensinar a quem nos rodeia. Porém apesar de que a sociedade é injusta ao julgar uma pessoa pelo seu exterior, não podemos deixar de entender que estar bem fisicamente é importantíssimo para que sejamos aceitos em certos meios que são cruciais para nossa vida profissional e interpessoal. Não falo de fisicamente, como a divisão entre gordo/magro, feio/bonito. Falo de cuidar-se, amar-se e investir em uma imagem que seja refletida no mundo. Primeiramente cuide do seu interior, busque seus valores morais, honestidade, sinceridade, transparência e dignidade em tudo. Mas por que não valorizar um pouco o que o outro vê em primeiro lugar? Sua imagem, cuidar de si mesmo, manter-se bonito, bem vestido, alinhado é algo que você apresenta em primeiro plano e só então abre a boca e encanta! Arrasa no conjunto! Entende? rsrs é sim, entra com tudo chama atenção e depois deixa o povo de boca aberta com o que sai de você. rsrs É incrível como achamos que não somos preconceituosos, mas quando vemos uma pessoa desleixada ou mal cuidada, nos dá uma má impressão. Você daria sua casa para uma pessoa com os sapatos sujos e roupa desgrenhada para limpar? Talvez, claro. Mas qual seria sua primeira impressão? Será que ela cuidaria bem da minha casa se não cuida nem de si mesma? Se você vai a procura de um emprego, como você se veste? Se veste de maneira que transmita uma boa impressão, correto? É disso que falo, é muito importante hoje em dia você manter-se de forma adequada para todos os locais onde vai. Ok Lou, eu não sou vaidosa, não gosto de maquiagem, não tenho roupas de marcas, nem uso salto alto. Tudo bem, não tem problema. Use o que você tem, valorize o que você tem de mais bonito, use a maquiagem que você tem ou não use. Mas mantenha o cabelo alinhado, bonito, uma roupa legal, que você se sinta bem. Não custa você se informar um pouco do que fica bem em seu corpo, que tipo de corte de cabelo lhe cairia bem de acordo com seu rosto, em conjunto com seu gosto. Não precisa você de repente virar uma perua, com brincos enormes, andando em cima de um salto correndo o perigo de cair ahahahahha. Não, nada disso. Mas olhar-se no espelho todos os dias tomar seu banho, olhar-se, pentear-se, passar o protetor solar, isso é muito importante. Passe uma maquiagem leve, ou apenas um batom, ou somente um rimel, o que faz você sentir-se bem. Uma roupa confortável e que valorize seu corpo. Um perfume, ou apenas um hidratante. E não esqueça, um sorriso nos lábios, pois o sorriso coroa o look. Você não precisa ter marcas caras para maquiagem e roupas, nem sapatos de alto valor, mas use o que você tem. Informe-se, crie, abuse. Ouse. Quem sabe você não terá belas surpresas... faça a sobrancelha, passe um rímel. Penteie o cabelo do outro lado, compre um creme hidratante do supermercado, pode ser o mais barato, existem receitas na internet maravilhosas. Comece aos poucos, cuidando de si, dando valor ao que você tem, mostrando a si mesmo que você pode se cuidar sim, se amar sim. E isso vai somar ao conjunto do que você é por dentro. Um espírito alegre, um caráter honrado e uma aparência que condiga com a beleza que primeiro existe dentro de você, que transcenderá no seu exterior. Os valores mais importantes são os de dentro, mas o exterior também é importante para que você seja bem quisto e bem recebido em qualquer lugar que você for. Depois da boa impressão, você poderá mostrar a beleza que existe dentro de você e toda a capacitação que você precisa ter para qualquer função, ou os requisitos para toda e qualquer relação. E ah, amiga: não esquece do sorriso, é moldura especial no conjunto todo...boa sorte pra nós!!!
Se ame sempre!!! Mesmo que tenhas preguiça, o amor próprio tem que ser maior que tudo. E não esquece daquela unha linda e bem cuidada, se tiver um esmalte maravilhoso use e abuse, você merece esse carinho!!!


Big beijo.



Me chamo Louise, tenho 40 anos, casada, dois filhos. Sou apenas uma mulher, com sonhos, anseios e muitos planos de uma vida melhor. Quando resolvi abrir um blog, além dos pedidos para relatar minha história, jamais quis falar apenas do que é a obesidade em minha vida. Mas sim, falar de coisas que podem vir ou não por causa da obesidade. A questão de aceitar-se, de saúde, de bem estar, e isto é independente do estar obesa ou não. Você pode ser magra, linda e rica, e estar infeliz, sentir-se fora de si mesma, sem encontrar-se. Não ter ânimo ou vontade de evoluir de lutar por você mesmo, é tudo isso que me motiva a escrever. Não por que eu tenha todas as respostas do mundo, nem as soluções para todos os problemas, mas talvez por que queira encontrar-me também ao escrever e ao conversar com você sobre estas coisas. Olhar-me ao espelho e não me enxergar mais, foi o motivo maior que me fez sair do comodismo e tentar fazer algo por mim. Quais motivos me levaram a uma depressão que nem mesmo eu sabia que tinha? Não sei, talvez um conjunto de fatores, ou talvez somente um, falta de amor próprio. Eu sou obesa, eu não fui obesa. A obesidade é uma doença que deverá ser controlada pro resto dos meus dias. O meu problema não era somente este, mas vários, que me levaram a obesidade. Não gostar de mim, sentir-me rejeitada, frustrações, decepções, algo íntimo que talvez eu nunca descubra, ou sim. Não importa os motivos que me levaram a querer matar-me, mas o que importa é o que perdi. Perdi momentos da minha vida, perdi momentos com meus filhos, com meus amigos, com meu marido, perdi fôlego, oportunidades, vida e tempo. Uma coisa eu sempre tive em mente, mesmo nos momentos mais cruciais da minha vida, eu tinha esperança que um dia eu sairia disso. Só que o tempo passava por mim, e nada mudava. Pois eu, era a unica pessoa que poderia mudar algo, e preferi, durante anos ficar sentada acomodada na preguiça e na falta de amor por mim mesma. Não falo aqui da obesidade, em si....mas falo da minha vida. De trabalhar, de lutar, de fazer coisas por mim, de sair com meus filhos, brincar com eles, me arrumar para meu marido, me sentir bonita. Desânimo, frustração e infelicidade. Hoje, depois que tudo passou, eu sei que eu estava infeliz, e afundando cada dia mais nisto. Perdi vida, perdi minha preciosa vida. E na verdade jamais poderei contabilizar o tanto que perdi, que deixei de ganhar. O que eu fiz? Eu tive medo, medo de morrer. Foi o que me fez lutar por mim mesma, sair da estagnação e do marasmo em que vivia, e fazer algo por mim. No dia da primeira consulta com meu médico, Doutor Leandro Nunes, ele me disse: - Você está caindo do avião, você vai morrer. Eu estou a porta do avião e te ofereço um para quedas, você está em queda livre e vai morrer Você vai se deixar morrer ou vai pegar o para quedas? Eu disse como num brado de socorro: eu quero o paraquedas E foi meu primeiro passo para a vida. Ainda faltam muitos passos, muitas coisas para realmente realizar tudo que sonho, mas estou caminhando..e você, o que tem feito por si mesma? Por amar-se por respeitar-se? Tem aceitado o marasmo e a falta de amor em si mesma? Tem concordado com a vida que você não quer ter apenas por medo ou preguiça? Ou medo de mexer em algo que poderá mudar sua vida? Tem dito sim, quando na verdade quer gritar e dizer : nãooooo! ? O que você tem feito por sua felicidade? Você tem pedido direção de Deus para seus sonhos, seus projetos, tem o colocado em frente a todas as coisas que você planeja? Tem se olhado no espelho e se enxergado? Ou tem se olhado e não tem visto a você mesmo? Aí você se pergunta: tá e agora? O que fazer? Pense nisto e converse comigo, vamos nos ajudar? Quem sabe podemos juntos encontrar saídas para os nossos problemas e tentarmos deixar de perder, para começarmos a ganhar? Nós merecemos, é nossa PRECIOSA vida!!! Talvez não encontremos as soluções imediatas para tudo, mas o primeiro passo pode ser dado, e quando é para mim, que seja hoje, pois eu sou o projeto mais importante e prioritário que pode existir!! Pense nisso!!

Big beijo!


27 de mai de 2014
É eu pesava 196 quilos...
Triste pensar que me deixei chegar a esse extremo. Em querer me matar a este ponto. Na entrevista com a psicóloga, ela me perguntou: Louise por que você engordou tanto? Minha resposta foi imediata, como um grito que surgiu de dentro de mim e se materializou em palavras como um brado de socorro.. " Eu quis me matar"... mas por que? Não sei. Sinceramente não sei, só sei que foi isso que saiu de dentro de mim em um monte de fragilidade em que eu precisava falar a verdade, apenas a verdade. Eu queria sair dessa, eu queria viver, e precisava falar a verdade. Estar de frente com a verdade me doeu muito. Mas foi a verdade, esta verdade que me fez lutar por mim mesma. Eu sei que sozinha jamais conseguiria ter vencido tudo que venci até aqui, eu sei que Deus ( acredite NELE você ou não) foi quem me encheu de força e fé para trilhar momentos tão difíceis como os que passei. Momentos de euforia com o novo, de medo com os perigos e os prognósticos que não eram bons, fragilidade, sensibilidade, morrer...ou viver. Que tipo de vida me esperaria? Que tipo de vida eu teria. Que consequências eu teria pela escolha feita Pois é. Muita coisa para pensar. Mas o que eu queria mesmo, era sair dessa. Do extremo da obesidade que me tiraria a vida, para o extremo de lidar com o vício da comida, que eu teria que conviver pro resto da vida. É mais fácil você lidar com um vício que você simplesmente extrai de sua vida, exclui do seu cotidiano. Mas comer, faz parte da vida, você precisa comer. Então a nossa relação Louise x comida teria que ser mudada, transformada. Teríamos que começar do zero, a partir de então, ela não seria mais meu refúgio na tristeza, nem minha comemoração na alegria. Saí do extremo de comer para tudo, para chorar, para sorrir, para desabafar, para acalmar, ao extremo de simplesmente ignorá-la para poder viver. Eu quis viver, eu escolhi por viver. Eu quero viver. Tive que encarar a famosa pergunta: tá e agora viver ou morrer? Mas isto, fica para amanhã. Por hoje é só!!

Um big beijo!
Sempre é bom recomeçar, não importa de onde e nem por que.. mas o importante é sempre ter em mente que por mais difíceis sejam os momentos sempre existe a chance de um novo amanhecer. Parece ser clichê ou algo chato de se ler, por que na teoria e fácil, mas a pratica é muito complicada. Mas se pensarmos assim, a vida seria tao triste não é mesmo? O bom da vida, são os amanheceres, a esperança de acordar, uns com o pé direito ou com o esquerdo. rsrs mas sempre acordar. Virar a página, escrever na página em branco, de frente com a realidade do dia que se inicia. Se ontem foi legal, hoje pode ser melhor, se foi ruim, hoje pode ser diferente. É só queres, depende sempre de você, de mim. A gente sempre tem a mania de colocar nos outros a responsabilidade ou o peso de mudar algo em nossa vida, de reverter situações. Mas erramos e muito quando colocamos no outro essa responsabilidade que é apenas nossa e tão somente nossa. Precisamos dar uma chance a nossa capacidade, uma perspectiva para nossas esperanças, nossos sonhos e projetos. Se eles se realizarão? Não sabemos, mas pelo menos tentar, é o que move a vida. Tentemos então....recomeçar. todos os dias, a todo momento! Tente algo novo, algo que faça seu coração vibrar. seja um bolo, uma maquiagem nova, um novo estilo de roupa. Já sei!!! Um corte de cabelo radical ou uma cor diferente, algo tão novo e tão vibrante que faça você sorrir. Faça o outro sorrir, faça o bem ao outro e consequentemente você mesmo sorrir. A vida é tão breve para paramos no tempo e nos sentimentos velhos e ultrapassados, dê-se a chance de inovar, evoluir e acreditar em você num novo amanhecer. Tá e agora? Recomece. Eu recomeço aqui esse meu sonho, de querer compartilhar com você algumas coisas que vão aqui dentro, e que saltam, transbordam dentro de mim. Para quê? Não sei!!! ahahahha só sei que quero e vai ser assim..... recomecei hoje, recomece você também!

Big beijo.....

Se você não tem coragem não adianta ter vontade...

Seguidores

Facebook

Instagram
Tecnologia do Blogger.

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Me acompanhe pelo e-mail

Google+ Badge

Pesquisar este blog